Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de 2008

Do zero.

Meus projetos andam favoravelmente bem. Porém, alguns ajustes saíram do meu controle e eu resolvi fazer do zero. Perfeccionismo chato. Mas tô bem sem pressa pra começar, estou aguardando a pesquisa de campo. Mas lá se vai minha história toda virar um "documentário". O diferencial vai ser fazer não ficar com cara de documentário.
!Pedaços!

Os meus lábios pedem seu toque
Sutil e Suave
Como se fosse o primeiro...
A minha língua pede seu toque
Agressivo e Selvagem
Como se tivesse a espera...

A minha pele pede o envolvimento
Mãos no pescoço que se contorcem
E se deixam envolver...
O meu ouvido pede suspiros
Boca na boca que não se abafam,
Apenas se encostam por prazer...

No momento sinto em mim um desespero!
Como posso sentir e não poder fazer nada?
Agora estou em pedaços porque sinto,
Sinto falta do que nunca tive...

Happy!

Nunca estive tão feliz em voltar pra casa. Nunca tive tanta pressa. Nunca pensei que pudesse aprender tantas lições de vida em tão pouco tempo, nunca pensei que fosse pensar tão cedo: minha mãe tinha razão!
Tantas lições pra tão pouco tempo. Mas agora, alivio. Nunca pensei que me sentiria tão mal e tão frágil diante de algumas situações. Uma coisa é certa, a gente nunca vai encontrar um convívio tão bom quanto dentro da própria casa.
Não retorno de cabeça baixa não, pelo contrário. Fico feliz por ter tomado essa difícil decisão, por mais que as pessoas pensei que eu fui fraca e não aguentei. Isso jamais me perturbou. O que importa é ter a consciência tranquila.
Eu é quem vou colocar a cabeça no travesseiro e dormir bem.