segunda-feira, 27 de abril de 2009

Obrigada por esses dias tão maravilhosos.
Por fazer questão da minha presença, por me arrancar um baita sorriso falando que me adora, quando eu estava tão cansada da viagem que mal conseguia abrir os olhos.
Por ser meu parceiro, por não mudar quem você é.
O ciúme é amarelo, a cor do meu desespero. Pensamentos criados em minha mente, que acabam se tornando reais. Colhe o que se planta, acha o que procura, até mesmo quando não existem motivos reais.
É a lei da atração. Você atrai aquilo que pensa, seja positivo ou negativo. Ultimamente tenho procurado afastar qualquer pensamento de ciúme ou possessividade. Nunca fui tão tranqüila em um relacionamento, nunca fui tão confiante quanto eu venho sendo. Acho que é isso que vale, confiar em uma pessoa. Não é justo não dar essa chance.
No começo é bastante difícil afastar os pensamentos negativos, até aprender o jeito certo de atrair coisas boas a gente erra um pouco, mas depois se torna muito fácil.
Depois pretendo entrar em outros méritos e aprofundar o assunto, por enquanto estou rascunhando.

quarta-feira, 22 de abril de 2009

Te dou o que você quiser.

sexta-feira, 17 de abril de 2009

Estou andando na multidão.
As pessoas dançam freneticamente,
isto me incomoda um pouco.
Estou remando contra a maré,
eu apenas quero chegar lá.
A música está alta,
Mas a banda é muito boa
Eu continuo andando e procurando.
Está escuro, ao mesmo tempo as luzes piscam muito rápido.
Isto me deixa tonta.
Meu copo de plástico já foi amassado várias vezes.
A música fica cada vez mais alta,
e fica cada vez mais difícil chegar mais perto.
Acendo um cigarro.
Com tanta gente dançando e esbarrando em mim,
fica um pouco difícil obter equilíbrio.
Sem querer nossos olhares se encontraram.
Ele continuou dançando, eu fiquei observando.
O jeito louco como ele dança me surpreendeu.
Ele é engraçado e me fez rir,
de repente, todas as pessoas suadas sumiram do meu redor
nada mais importava.
A cerveja derramada no pé, na sandália nova.
O cigarro apagado por um braço qualquer.
A noite ficou simplesmente mais alegre
e ele nem precisava estar tão perto
bastava saber que ele estava lá.

segunda-feira, 13 de abril de 2009

estou tomada pelo seu pensamento
e sei que tudo isso é verdade
você se tornou meu vício
estou tão presa a você

eu mal consigo me mexer
eu gosto disso
é tudo por sua causa
você é a minha melhor droga

terça-feira, 7 de abril de 2009

Amor da minha vida
Daqui até a eternidade
Nossos destinos
Foram traçados na maternidade

Paixão cruel desenfreada
Te trago mil rosas roubadas
Pra desculpar minhas mentiras
Minhas mancadas

Exagerado
Jogado aos teus pés
Eu sou mesmo exagerado
Adoro um amor inventado

Eu nunca mais vou respirar
Se você não me notar
Eu posso até morrer de fome
Se você não me amar

E por você eu largo tudo
Vou mendigar, roubar, matar
Até nas coisas mais banais
Prá mim é tudo ou nunca mais

Exagerado
Jogado aos teus pés
Eu sou mesmo exagerado
Adoro um amor inventado

E por você eu largo tudo
Carreira, dinheiro, canudo
Até nas coisas mais banais
Prá mim é tudo ou nunca mais

Exagerado
Jogado aos teus pés
Eu sou mesmo exagerado
Adoro um amor inventado

Jogado aos teus pés
Com mil rosas roubadas
Exagerado
Eu adoro um amor inventado
O telefone tocou no meio da noite. Um número estranho. Eu já sabia, era ele.
Um sorriso se abriu, todo mau-humor de ser acordada durante um sono profundo desaparece quando é ele. Uma ligação rápida, era só pra avisar.
Ele é especial, ele me faz sentir especial.

"He is in my heart heart heart,
I don`t wanna miss miss miss,
He makes me laugh laugh laugh,
I want to make him happy happy happy..."

segunda-feira, 6 de abril de 2009

Ontem foi um dia lindo! Só nós dois.
Depois de tantos desencontros, ainda deu tempo de curtir. Nosso primeiro momento.
Você me deixa feliz.

domingo, 5 de abril de 2009

Ela não queria frear a vida dele, queria apenas fazer parte dela.
Ela não queria que nada mudasse, se adimirava com o rítimo dele.
Ela jamais conseguiu olhar para outra pessoa, tudo que fazia era pensando nele.
Um dia, até pensou que era tudo superficial e que conseguiria se afastar. Mas bastou ficar sozinha e seu coração lhe dizia que sem ele não poderia viver.
Havia uma escolha, ela esperava pela resposta. A felicidade dela dependia daquilo, ela também queria fazê-lo feliz.
Houve um bebê. Quando souberam da existência, já não existia bebê algum. Ela sentiu dor, mesmo sabendo que as consequências seriam muito piores. Ela queria dar isto a ele.
Ela achava que ele era a pessoa moldada para ela. Imaginava que não existiria rotina, queria ser acordada com um beijo de chegada, enquanto, ao nascer do dia, ela se preparava para a sua solitária rotina. Ele tinha a dose certa de emoção para a vida dela, ela não se importava com nada que ele fizesse, desde que seu coração pertencesse apenas a ela.
Agora ela sente dor. A consciência do filho que não existiu e a espera por uma resposta. A esperança de ser autorizada a fazê-lo feliz. A esperança de que ele deixe o medo e aceite tudo que ela tem para oferecer.

sábado, 4 de abril de 2009

You got me confused.

sexta-feira, 3 de abril de 2009

Você é o cara que eu tenho vontade de ver todos os dias, como jamais tive de nenhum outro.
Você é o cara que faz as palavras engasgarem na minha garganta, ainda com receio de expor todos os meus sentimentos.
Você é o cara que eu não vou desistir na primeira oportunidade e trocar por outro.
Você é o cara que me mostrou que quando a gente gosta, não tem essa de não querer ver quase todos os dias.
Você é o cara que conseguiu me surpreender quando eu menos esperava.
Você é o cara que eu vejo como pai do meu filho, como jamais nenhuma outra imagem se mostrou tão nítida.
Você é o cara que mudou meus conceitos sobre relacionamento, mesmo tendo um jeito incomum como o meu de se relacionar.
Você é o cara que me inspira, e ao seu lado minha vida mudou positivamente.
Você é o cara dos meus sonhos, que me corrige na medida certa e me acompanha sem sufocar.
Você é o cara, que por mais que pense que não, encaixa certinho comigo.
Você é o cara que eu não preciso fingir, você é o cara que faz meus gritos serem de verdade.
Você é o cara que eu vejo dançando a minha música enquanto eu estou no palco.
Você é o cara que eu sei que vai me acompanhar nas minhas viagens.
Você é o cara que sabe me ver como menina e como mulher.
Você é o cara errado que apareceu na hora certa e se tornou o cara perfeito.
Você é o cara que faz com que meus dias em casa sejam mais gostosos, você é o cara que qualquer lugar vale a pena.
Você é o cara a quem eu quero bem e nunca jamais pensei em magoar.
Você é o cara que eu tenho vontade de responder a todas as perguntas sem medo, mas ainda penso com cautela.
Você é o cara que fez meu coração mudar de rítimo, como não sentia há uns 7 anos.
Você é o cara de cabelos cacheados, rítimo louco de viver a vida, que mudaria a minha, que uma mulher um dia me parou e disse.
Você é o cara que a primeira vista eu mal prestaria atenção.
Você é o cara que me deu uma flor do portão.
Você é o cara que não me sufoca.
Você é o cara louco, que adora lugares inusitados, que me deixa com medo e ao mesmo tempo excitada.
Você é o cara que eu nem ao menos tenho seu telefone.
Você é o cara que eu tenho vontade de agradar, que eu até já cozinhei, o único.
Você é o cara do sorriso simpático que minha mãe já odiou e hoje ela gosta.
Você é o cara que minhas amigas ainda não colocaram defeito, mesmo sendo louco.
Você é o cara que me machuca, deixa marcas no meu corpo, que doem e me alegram.
Você é o cara sem juízo mais ajuizado que eu já conheci.
Você é o cara que eu quero ficar, que eu tenho medo de falar, porque é uma coisa que eu nunca cotei para minha vida.
Você é o cara que eu sei que juntos ainda seremos independentes.
Você é o cara que eu sei que não existirá rotina.
Você é o cara do beijo doce.
Você é o cara da conchinha aconchegante.
Você é o cara que eu sei que vai entender se eu quiser dormir sozinha um dia.
Você só precisa ser o cara que vai deixar eu ter a liberdade sem medo de te sufocar e falar tudo que eu sinto.
Cinco letras.