Pular para o conteúdo principal

Pela janela do quarto, quem é ela?




Pela minha janela nada posso fazer. Todas as saídas parecem trancadas. Vivo num mundo dentro de outro mundo que, por sua vez, fica dentro de outro mundo. Tantos obstáculos, será que meu super herói tem tantos super poderes?
O segredo para abrir as trancas está no silêncio e obediência. Aceitar qualquer ideia e julgamento que seja posto diante de mim. Submeter-se.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

eu gosto da sua companhia. gosto de você.
gosto do jeito como passa sua mão pelo meu cabelo.
eu gosto quando me morde. gosto das suas marcas em mim.
gosto do jeito como olha pra mim e me faz sentir especial.
eu gosto das dúvidas que você me deixa. gosto de me importar com você.
gosto do jeito que você me previne pra não me apaixonar.
eu gosto desse rítimo de aventuras discretas. gosto de não saber quando.
as vezes não gosto de alguma coisa, e não gosto de não conseguir falar a respeito.
eu gosto mais do que não gosto. não sou tão negativa quanto você pensa.
Sintético.
Tecendo esse sentimento que sai de dentro de mim.
É intenso e confuso.
É possessivo e controlador.
Tomando cuidado em cada passo, para que não saia do ponto padrão.
Nessa mania de perfeccionismo, existe perfeição no amor?

Vamos caminhando de mãos dadas. Se considerarmos o todo, é a gente que combina.
Encaixe único de quebra-cabeças. Eu topo e você topa.
Enquanto todo o resto caminha num rítimo mais lento, nós temos o nosso próprio. Não muito mais rápido. Eu no meu, você no seu e assim a gente se entende.
O tempo não importa, as vezes parece que ele é até curto de mais. Falta tempo. Falta sono. Falta descanso.